Ampliação dos negócios

Duratex compra Ceusa por 280 milhões

Duratex compra Ceusa por 280 milhões

Por Carla Bridi/Redação

Buscando oferecer ao mercado soluções completas de acabamentos, a Duratex,  maior produtora de painéis de madeira industrializada, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul e líder no mercado brasileiro de pisos laminados, controlada pela Itaúsa – Investimentos Itaú S.A – e pela Companhia Ligna de Investimentos, acaba de assinar contrato para a compra de 100% das ações da Cerâmica Urussanga S.A. (Ceusa), uma das principais produtoras de revestimentos cerâmicos do País. A transação foi no valor de R$ 280 milhões. A Ceusa, assim, passará a fazer parte do portfólio da marca Deca. 
Com a incorporação da empresa de revestimentos cerâmicos, a Duratex passará a trabalhar no mercado com as marcas Durafloor (pisos laminados e LVT), Ceusa (revestimentos cerâmicos), Deca (louças e metais sanitários), Hydra (produtos para aquecimento de água e válvulas) e Duratex (painéis de madeira e revestimentos de paredes e forros). O contrato, entretanto, contém clausulas suspensivas e a conclusão da operação está sujeita à aprovação do CADE - Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência.

“A aquisição da Ceusa está em linha com o nosso propósito de oferecer soluções para melhor viver. A entrada no mercado de revestimentos cerâmicos garante que a companhia ofereça um portfólio completo aos clientes, gerando mais oportunidades de negócios”, afirma Antonio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex.

A Ceusa está localizada na cidade de Urussanga, Santa Catarina. Tem duas unidades industriais, com capacidade de produção de 480 mil m²/mês, e emprega 330 colaboradores. Após a aprovação do CADE e finalização da aquisição, a Duratex dará inicio ao processo de integração da companhia, buscando sinergias por meio do Sistema de Gestão Duratex e introduzindo também a marca Deca no segmento de revestimentos cerâmicos.

                

                Antonio Joaquim, presidente da Duratex

Antonio Joaquim destaca que a Ceusa tem bom posicionamento de mercado e apresentou crescimento continuo nos últimos anos, apesar da crise, tendo registrado receita líquida de R$ 162 milhões e EBITDA de R$ 31 milhões, no ano de 2016, e de R$ 92 milhões e R$ 18 milhões, respectivamente, no primeiro semestre de 2017. “Há muita sinergia com os nossos negócios, sendo que a Ceusa tem uma gestão profissionalizada, fábricas com alta utilização de capacidade, além de produtos diferenciados com qualidade e preços competitivos, tendo com isto conquistado excelente reputação junto aos seus clientes e consumidores.”
Inovação e tecnologia de ponta foram quesitos que levaram a Duratex a adquirir a Ceusa. A companhia é a única a oferecer o sistema Junta Seca, que consiste na colocação de placas cerâmicas em pisos e paredes sem juntas de assentamento. Ao longo de seus 64 anos de história, a Ceusa marcou sua evolução por ser pioneira em diversas tecnologias aplicadas à produção de revestimentos cerâmicos, entre elas a introdução de impressão digital e tecnologia para assegurar a mesma tonalidade e calibre em diferentes partidas de produção para o mesmo produto.

                

                Linha de Produção da Deca

Já a Duratex, com sede em São Paulo, possui 15 unidades industriais estrategicamente localizadas (Estados de Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo), além de três fábricas de painéis na Colômbia, a Duratex Colômbia. A companhia também é proprietária da Caetex, joint venture criada para o plantio de florestas de eucalipto em Alagoas.

 

Compartilhe esse post:

Comentários